Destaque Negócios
Publicado em 02/09/2017 às 11:25 - Autor:

Joesley e Wesley vendem por R$ 15 bilhões fábrica de celulose em MS

eldoradodo_0

Após entregar novos áudios à PGR (Procuradoria-Geral da República), os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do Grupo JBS, fecharam a venda da Eldorado Celulose para uma empresa holandesa, por R$ 15 bilhões.
O acordo foi firmado na madrugada deste sábado (2), e a venda da Eldorado, cuja fábrica fica em Três Lagoas, uma das maiores indústrias da região do Bolsão, é a maior transação anunciada pelos irmãos Batista desde o acordo de leniência firmado com o MPF (Ministério Público Federal).

O grupo holandês Paper Excellence tem até 12 meses para concluir o negocio e transferir os R$ 15 bilhões para a holding J&F, que administra o conglomerado de empresas da família Batista.
Com sede na Holanda, a empresa que agora terá uma unidade em Mato Grosso do Sul, adquiriu fábricas de celulose no Canadá e na Europa, e também é dona da APP (Asia Pulp & Paper) uma das maiores exportadoras de papel do mercado asiático.

As duas companhias emitiram notas na manhã deste sábado manifestando ‘satisfação’ com a conclusão do negócio. A Eldorado produz cerca de 1,7 milhão de tonelada de celulose de eucalipto por ano. Inaugurada em 2012, ela custou quase R$ 6,2 bilhões.
Esta é a 3ª grande venda de empresas da holding J&F desde o acordo de delação que abalou a república. Antes da Eldorado, Joesley e Wesley já haviam vendido a Alpargatas por R$ 3,5 bilhões, e a Vigor, por R$ 5,7 bilhões.

O acordo de leniência, já homologado pelo STF (Supremo Tribunal Federal), prevê que a JBS pague, ao longo de 25 anos, uma multa de pouco mais de R$ 10 bilhões.

Ludyney Moura – Midiamax.com

Comentários