Saúde
Publicado em 16/08/2017 às 9:07 - Autor:

Enfermagem da Uems tem o primeiro grupo de acadêmicos do Estado a atuar no Samu

samu_uems2-1024x683

O curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems) – Unidade de Dourados – por meio de convênio junto à Secretaria Municipal de Saúde, tem oportunizado a consolidação da formação profissional de seus acadêmicos com o primeiro grupo de acadêmicos do Estado, nessa área, a exercer atividades práticas em ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O convênio é resultado dos esforços do professor Jair dos Santos, docente do curso, que há cerca de sete anos vem trabalhando para a implantação do convênio dentro da disciplina Saúde do Adulto II. “O projeto é um sonho antigo e sua concretização colabora com a formação dos futuros profissionais. Trata-se de uma parceria da nossa Universidade com os responsáveis pelos serviços de atendimento do Samu em Dourados, sob coordenação do enfermeiro Ronaldo Sobrinho, egresso da Uems”, explica.

Na opinião de Jair, por meio dessa interação no atendimento de ocorrências, os alunos são inseridos na rotina prática do trabalho. “A parceria junto à Secretaria de Saúde é antiga, uma vez que o curso já ofertava estações teórico-práticas em hospitais municipais, onde os alunos acompanham pacientes em situações de parada cardiorrespiratória, ressuscitação cardiopulmonar, entre outros procedimentos”, informa.

O grupo é formado por alunos do 4º ano de Enfermagem que estão conhecendo a rotina de plantões, inclusive, a dinâmica noturna e da madrugada. Mas é a primeira vez que acadêmicos de um curso de Enfermagem acompanham atendimentos do Samu. Toda a documentação para que as atividades ocorram tem o aval da Secretaria de Saúde de Dourados. Tripulando as ambulâncias Alfa e Bravo, os alunos passam a conhecer a rotina de plantões, inclusive, a a dinâmica noturna e da madrugada, finaliza o docente.

O grupo é formado por alunos do 4º ano, entre eles o acadêmico Vinícius Medeiros, que relata um pouco sobre sua experiência junto aos atendimentos do Samu. “Essas atividades são fundamentais para minha formação profissional. Posso confirmar na prática tudo o que aprendi na sala de aula. Essa vivência antes de me formar aumenta o conhecimento dos alunos, seja no aspecto técnico, teórico e prático”, afirma o acadêmico.

Outra aluna que participou de plantões do Samu, Jéssica Araújo, também discorre sobre a importância dessas ações. “Sempre quis trabalhar no setor de urgência e pronto atendimento, enquanto profissional, e essa atividade desenvolvida numa ambulância com situações reais reforçam esse meu direcionamento. Eu destaco um aspecto importante, que é o da autonomia que temos junto ao Samu, no trabalho desenvolvido, algo que nem sempre é possível quando estamos em ambientes hospitalares sob exclusiva orientação dos professores”, diz a futura enfermeira.

Também integram a equipe as alunas Marcelly Salgueiro, Fernanda de Souza e Valéria da Silva. Por fim, o professor Jair dos Santos destaca o apoio da gerência da Unidade de Dourados, que providenciou a compra dos uniformes específicos, dentro dos padrões do Samu, para os alunos sem os quais, eles não poderiam desempenhar as atividades nas ambulâncias de pronto-atendimento.

Texto e fotos: Rubens Urue – Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems)

Comentários